quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Fenómeno Mata-aula

Fenómeno mata-aula

É uma ideia caracterizada como fenómeno sociológico, em que os estudantes das escolas secundárias em Luanda abandonam por livre vontade as salas de aulas para se juntarem com os demais em recintos fechados, onde bebam, fumam e experimentam outras mais variadas experiencias negativas, como a prostituição e o consumo de bebida alcoólica. (Jornal O País, 2015, p.13)
Este fenómeno da perca de valores na sala de aula, da indisponibilidade dos professores e encarregados de educação em dar apoio pedagógico no processo de ensino e aprendizagem dos alunos. O fenómeno provoca a reunião de centenas de estudantes a partir das Redes Sociais Virtuais, como o facebook e o Wathapp onde planificam as rotas de chegada ao local, o que consumir e como pagar em todas as sextas-feiras.
Para Weber na sua obra conceitos sociológicos, estes grupos possuem uma “Relação Aberta” em que a liberdade de fazer algo é um factor inclusivo e de atracção de mais estudantes. Segundo ele este tipo de associação cuja regra fundamental consista na sua abertura a reciprocidade é uma ideia que norteia o mesmo grupo, pois os membros são guiados pelo objecto da unidade, que é a diversão, sem que se importem com as consequências negativas, para este caso. (p.72)

Sem comentários:

Enviar um comentário