quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

SOMOS FILHOS DE UMA HISTÓRIA

Blog_de-Bussulo-Dolivro-imagem do livro de António Lopes
 

 ANGOLA 1961 “DA BAIXA DE CASSANJE À NAMBUANGONGO”
Hoje acordei sobressaltado a pensar no ano de 1961, que de resto inala-se como sendo um ano trágico para Angola por ter sido marcado por vários acontecimentos violentos, provocando milhares de mortos. Logo vi entre os meus pouquíssimos livros a obra de António Nunes, ANGOLA 1961 “DA BAIXA DE CASSANJE À NAMBUANGONGO” rec...uei a minha memória e soube que em Janeiro, ocorreu uma sublevação na baixa de Cassanje, distrito de Malanje de cariz laboral, incentivada a partir do Congo ex-belga e no dia 4 de Fevereiro, o assalto a estabelecimentos prisionais em Luanda, por grupos de assaltantes de origem diversa.
Decorriam ainda as averiguações para se perceber se havia alguma ligação entre os dois eventos, que nunca foi provada, quando chegou a Luanda a notícia da ocorrência de massacres executados pela UPA (União Popular de Angola) numa vasta área do norte de Angola. O horror chegou “às portas” de Luanda provocando gravíssimos danos psicológicos, em especial sobre a população europeia.
Se o primeiro dos acontecimentos foi rapidamente sufocado e o “4 de Fevereiro” não teria passado de um episódio sangrento, local e com objectivos limitados, os massacres de 15 de Março revelaram-se de uma natureza diferente. Tinham a ver com propósitos de independência por parte de um grupo nacionalista e marcavam o início de uma longa subversiva que haveria de prolongar-se até 25 de Abril de 1974.
Quando realmente desperto de um sono beijado de rosas, estava eu acima das 7h00, o motorista já estava a 1km para esquecer-me e levar uma falta dos homens do RH, mas nem com isto deixei de partilhar um pouco de História, que enriquece qualquer sociedade! Amanhã será feriado, e ouvirei música alta.
Ver mais

Sem comentários:

Enviar um comentário