terça-feira, 2 de setembro de 2014

Reitor destaca papel das universidades para os objectivos do milénio


 

Reitor destaca papel das universidades no cumprimento dos objectivos do milénio

O Reitor da Universidade Agostinho Neto (UAN), Orlando da Mata, disse hoje, em Luanda, que o subsistema de ensino superior é um dos sectores onde mais se sente os ganhos e os indicadores mensuráveis dos objectivos do desenvolvimento do milénio.

 
O responsável fez esta afirmação quando dava as boas vindas aos participantes da conferência sobre o desenvolvimento sustentável “Angola Pós 2015” que decorre no campus da UAN, numa organização do Ministério do Ambiente e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).


Para si, a presente conferência decorre num local de ensino, saber e ciência, e é justamente na área de educação, em geral, e no subsistema de ensino superior que se vê e se sente os ganhos e os indicadores mensuráveis de acordo com os objectivos do desenvolvimento do milénio.


“Este campus universitário e a construção de outros campus nas diferentes regiões universitárias do país e, por conseguinte, a expansão de universidades públicas e privadas em todos país, bem como o aumento de estudantes neste nível são, dentre outros, os avanços na direcção do cumprimento destes objectivos”, explicou.


Estes pressupostos, acrescentou, garantem a melhoria da qualidade de vida das populações e acabar-se com a fome e a pobreza, daí que o “Angola Pós 2015” merece a contribuição todos.


Segundo o responsável, em Setembro de 2000, líderes mundiais reuniram-se naquela que foi considerada a cimeira do milénio, onde reafirmaram as suas obrigações comuns com toda a população mundial, particularmente a mais vulnerável e em especial as crianças.


Comprometeram-se, lembrou, a criar mecanismos e a cumprir com determinados objectivos que foram denominados “objectivos do milénio” com vista a erradicação da pobreza e garantirem um desenvolvimento sustentável dos países, bem como o futuro das gerações.


Destes objectivos, de acordo com o reitor, são contemplados a erradicação da pobreza extrema e da fome, garantir a educação básica para todos, a igualdade do género, a diminuição da mortalidade infantil, bem como a melhoria da saúde materna, o combate ao Hiv-sida, a malária e outras doenças endémicas.


Garantir a sustentabilidade ambiental, além de se estabelecer um compromisso global, compromissos assumidos por Angola neste mesmo ano e no ano de 2013 foi felicitado pelo Fundo das Nações Unidas para  Alimentação e Agricultura (FAO) pelo facto de ter alcançado o primeiro objectivo do milénio.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário