quinta-feira, 12 de junho de 2014

ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS MANIFESTAM-SE EM ANGOLA


 

 

Luanda- O Ministério do Ensino Superior (MES) orientou hoje, quinta-feira, em Luanda, as instituições do ensino superior públicas e privadas a suspenderem a cobrança de propinas do mês de Maio até novas orientações.

Segundo o director do gabinete jurídico do MES, Cláudio Azevedo, que falava a Televisão Pública de Angola (TPA) para esclarecer a polémica surgida em torno da cobrança de propinas, tal facto só deverá ocorrer depois de analisados os relatórios a serem enviados pelas universidades sobre o cumprimento de um instrutivo ministerial.

Cláudio Azevedo afirmou que só as instituições que comprovarem terem realizado actividades extras durante o período do Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH2014) entre 16 a 31 de Maio deverão, serão autorizadas a promover a cobrança das propinas.

 

Já em nota de imprensa a que a Angop teve acesso, o MES avança que será feito o balanço do cumprimento da circular nº 001/GB.MES/2014, de 25 de Abril, em conformidade ao estabelecido no calendário do ano académico aprovado pelo decreto executivo nº 418/13, e 17 de Dezembro.

 

Na nota, o ministério orienta o retorno às aulas de todos os estudantes, independentemente se tenha ou não pago a propina do mês de Maio.

 


Orienta ainda a prorrogação do período de recepção das candidaturas a bolsas de estudo internas até ao dia 15 de Julho do corrente ano.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário